O número oito pintado na porta do meu elevador.

Conflito de números

No comecinho do excelente livro Laowai a jornalista Sônia Bridi conta:

É uma diversão escolher o número de telefone mais barato da loja. Sim, a gente paga conforme o número. Com muitos números oito, pode custar uma fortuna. Oito tem a pronúncia parecida com a palavra “prosperidade”. Os chineses acreditam no poder das palavras – de mais de uma forma. Já o quatro, coitado, pode ser confundido com a palavra “morte”. E eles fogem desse número como o diabo foge da cruz. Compro um terminado em quatro pelo equivalente a um dólar e saio feliz da vida com a barganha.

Agora, olha que interessante. Meu apê fica no oitavo andar. E também no quarto. Como lidar?

Não pesquisei ainda a história do condomínio para saber se ele sempre foi assim ou se rolou uma coxambra ao longo dos anos. A situação atual é: o edifício é composto de dois prédios siameses, unidos em forma de V no cruzamento da avenida 9 de Julho com a rua Major Quedinho. Cada perna do V tem seu próprio corredor de acesso e seus conjuntos de elevadores, unidos por uma passagem quase secreta. A “perna” adjacente à Nove de Julho tem 21 andares, e é onde fica o meu apê. A da Major Quedinho tem 10 andares, mas, por conta dos morros do centro de São Paulo, tem seu térreo na altura equivalente ao quarto andar do outro bloco.

Ou seja, quando eu entro pelo acesso da Major Quedinho, eu aperto o botão do quarto andar para chegar no meu apê que, oficialmente, está no oitavo. O conflito do 8 oficial com o 4 da prática é enorme.

O elevador mais próximo, com minha “entrada social”, e também o lado mais bonito e elegante do prédio, ficam na metade da 9/7 e exige apertar o botão 8 do elevador. O acesso fácil para as maravilhas do centro e para o metrô mais próximo é feito pela Major. Os moradores anteriores obviamente só usavam o acesso da Major: nas visitas que eu fiz antes de comprar o apartamento, havia pilhas de caixas na frente da porta da sala, o que denotava que eles só entravam e saíam pela cozinha e, portanto, só apertavam o botão 4 pra chegar em casa todo dia.

Eu tenho horror de entrar todo dia pela cozinha se a possibilidade de entrar pela sala existe. E quero circular uma energia ba, não uma si. Então farei todo o meu possível para entrar pelo lado bonito e apertar o botão 8 todo dia. Nada que 1.344.130.000 pessoas não fariam.

Deixar uma resposta

  • (will not be published)

XHTML: Pode usar estas marcas: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>